DRAGÃO AMARELO

 

TEXTO sobre CIÊNCIA

DRAGÃO AMARELO

 

O Tarot

Tarot! Ciência tão antiga quanto a humanidade. É-nos ensinado que esta ciência foi entregue à humanidade pelo Anjo Metraton.

O tarot está intimanente ligado à cabala. As cartas são divididas em 78 arcanos. A palavra arcano significa mistério. Estas 78 cartas são divididas em 22 cartas chamadas arcanos maiores, e 56 cartas chamadas de arcanos menores. Em outras palavras, mistérios maiores, e mistérios menores.

As 22 cartas são representações do Pai. Estas 22 cartas estão correlacionadas com as 22 letras do alfabeto hebraíco. As 56 cartas são represetações da Mãe. Em tudo há equilíbrio! O universo se manifesta pelo equilíbrio! O Iniciado, o buscador da Verdade, busca o equilíbrio! Lembrem que devemos nos livrar das forças do bem e do mal. O iniciado segue pelo caminho do meio, onde surge a luz. Devemos aprender a caminhar com as duas pernas. Abraxas tem duas pernas de serpentes, uma negra e outra branca, representação deste equilíbrio.

O tarot é um poderoso oráculo, que serve para nos guiar, nos orientar, para que possamos ser auxiliados a seguir e Luz de nosso Cristo Íntimo, nosso Ser.

Este deve ser manipulado pelo próprio interessado, pois o mesmo conjunto de cartas torna-se como um objeto consagrado ao longo do tempo, conforme o uso do esoterista. Dizemos isto, pois há muitas correntes magnéticas, invisíveis ao nosso olhar físico, mas que perceptíveis aqueles que tem clarividência, telepatia, intuição, ou simplesmente uma sensibilidade maior quanto as energias que os rodeiam (esta sensibilidade é uma faculdade interna, mesmo que um não perceba). Portanto o uso deste baralho deve ser usado unicamente para si mesmo, para estar livre de influências, que certamente interferirão no resultado da pesquisa.

Para realizar a pesquisa esotérica, precisamos estar integrados com nossas frações internas, pedir auxílio a nossa Mãe Divina, a nosso Pai Interno, para que guiem nossas mãos, para que nos auxiliem e nos dêem a resposta precisa para o questionamento que almejamos. É possível fazer qualquer questionamento, mas inicialmente preferivelmente que estejam relacionadas a sim e não, já que as respostas são sim e não, é matemático. Para aqueles que já se fazem mais destros no manejo do baralho, é possível fazer algumas perguntas mais amplas, porém a resposta exigirá mais do consultante.

Para consultar o tarot, aconselhamos que se façam perguntas cruciais, sérias e responsáveis, pois o manejo do mesmo é uma arte, e é algo sagrado esta relação do tarot conosco, pois estamos buscando o contato com nosso Ser particular, com nossa divindade. Fazer perguntas de brincadeira, de mau gosto é um desrespeito para com a Divindade, torna-se uma profanação. É claro que cada um tem seu livre arbitrio, e nisto não nos metemos.

Observamos também que estes 22 arcanos maiores, somados cabalisticamente, dá o número 4, que representa o Imperador, o homem. As 56 cartas representam a Mãe, seu número é 56, e também é 11 (5+6=11). Também observamos que este 4 representa o Sacratíssimo Tetragrammaton, ao Dragão Da Sabedoria, ao Dragão Amarelo, ao Cristo como unidade múltipla perfeita. O 11 da Mãe, analisamos como sendo esta persuasão, este trabalho com a Lei, já que nesta Carta aparece uma mulher abrindo as faces de um Leão, já que o leão representa esta lei, e isto se dá pela união destas duas forças, um homem e uma mulher, onde por meio de sua união é possível que haja uma gestação, um nascimento, seja ele físico, ou de tipo superior, interno, o nascimento de nosso Cristo Íntimo, que se dá pelo ascenço dos fogos sagrados, do fogo do Kundalini, que é a própria Mãe.

Obviamente há outras observações, e outras análises infinitamente amplas acerca deste assunto, e acerca de cada arcano, vai de nossa consciência, o interesse, o estudo, a análise e a compreensão de cada um deles.

 

15/09/2017